assessoria de
  comunicação

14/3/2017
 Semana Glauber revisita obra de cineasta com espaço dialógico
por Patrick Moraes


Difundir, rememorar, refletir e pensar em ações para que a obra do cineasta Glauber Rocha continue sendo acessada. É assim que a 6ª edição da Semana Glauber se apresenta em Vitória da Conquista. Com início na noite da última segunda-feira, 13, no Teatro que leva seu nome dentro do campus da Universidade, em Vitória da Conquista, o evento reuniu estudantes, professores e interessados pelo cinema na cidade.

Embora tenha um ponto comum, a cada edição, a Semana Glauber traz ações diversificadas para revisitar a obra de Glauber Rocha. Coordenadora do Janela Indiscreta Cine-Vídeo, um dos programas organizadores da Semana, Rachel Costa reforça o compromisso do evento de não só relembrar o passado, mas discutir ações efetivas entre universidade e cidade para garantir a difusão da obra do cineasta. “Este ano, nós pensamos em trazer a cidade e as instituições para discussão a cerca das ações de rememoração e reflexão da vida e da obra de Glauber. No segundo dia, por exemplo, teremos uma mesa com representantes do poder público municipal, ou seja, da Câmara de Vereadores e da Prefeitura Municipal, e representantes da Uesb para discutir sobre ‘Cultura, Cinema e Memória de Glauber em Vitória da Conquista’. O convite foi no sentindo de que se discuta não só o que foi feito, mas quais as perspectivas de ações na cidade e na universidade de forma coletiva”, aponta Costa.

Além disso, a Semana é um espaço de formação sobre o próprio cinema, abrindo olhares distintos por meio do diálogo. “Podemos destacar duas justificativas para a importância desse evento: primeiro, que a gente tem um curso de formação em Cinema e Audiovisual e Glauber nasceu em Conquista, então tem uma relação muito forte com esse expoente do cinema brasileiro e mundial. O outro aspecto importante é que esse é um lugar de reflexão extremamente importante, um espaço dialógico entre alunos, professores e interessados em Cinema na cidade”, avalia Milene Gusmão, professora do curso de Cinema e Audiovisual da Uesb.

Semana Glauber Rocha
Realizada em 2002 pela primeira vez, a Semana Glauber surge como uma forma de revelar a obra de Glauber Rocha a própria cidade de Vitória da Conquista e a importância dela por meio do debate, por exemplo, do Cinema Novo e do cinema do mundo. A segunda edição foi programada para 2007 e, a partir daí, o evento ganhou uma periodicidade bianual.

Neste ano, a programação do evento foi aberta com a exibição do longa-metragem “Cinema Novo”, dirigido por Eryk Rocha, filho de Glauber. Esmon Primo, um dos fundadores do evento, destaca justamente a renovação como guia para cada edição do evento, indo desde as produções que revistam a obra do cineasta até o próprio público. “A Semana acaba sendo uma formação contínua, reforçando esse conhecimento que a gente tem sobre ele. Glauber é um personagem muito revisitado no Brasil e no mundo. Contudo, a cada edição a gente renova o público, porque surgem novos alunos, novos interessados por cinema. É sempre bom a gente mostrar a importância desse autor que falou de cinema, de literatura e, especificamente e com maior ênfase, de Brasil”, pontua Primo.

A Semana vai até quarta, 15, com mesas temáticas, exibições de filmes, entrevistas e matérias documentais, além de espaços para a formação por meio do diálogo entre profissionais e pesquisadores da área.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão