assessoria de
  comunicação

30/3/2017
 Mostra de Cinema discutiu diversidade cultural
por Queila Chaves


O Grupo de Estudos de Ideologia e Luta de Classes (Geilc) da Uesb, em parceria com o Programa Janela Indiscreta, realizou na noite dessa quarta-feira, 29, a Mostra de Cinema América do Sul-Países Árabes-África (Maspa). O documentário “Tão longe é aqui” (2013), de Eliza Capai, foi exibido no Teatro Glauber Rocha, campus de Vitória da Conquista.

Após a exibição, os professores de História da América e História da África, respectivamente, José Rubens Mascarenhas de Almeida e Jorgeval Andrade Borges, conversaram sobre o filme que aborda as diferença entre as realidades e culturas das mulheres de povos africanos e de Eliza Capai, diretora do longa-metragem. 

Segundo Mascarenhas, a sessão fez parte do 8º Festival Sul-Americano de Cultura Árabe/2017, que é realizado em várias cidades brasileiras sempre no mês de março, em virtude do Dia da Comunidade Árabe no Brasil, 25 de março. “O Geilc foi convidado a integrar o evento e promovemos essa Mostra, nesta edição, com a perspectiva de ampliar no próximo ano”, declarou o docente.

O objetivo do Festival é fortalecer o vínculo entre a América do Sul e os Países Árabes com base no respeito à diversidade cultural e nos laços históricos, além de promover a cultura da paz por meio da aproximação dos povos. Discente do Mestrado de Memória: Linguagem e Sociedade, Jackson Oliveira foi um dos participantes do evento. “Eu vim prestigiar, pois acho bastante interessante as discussões destes professores em sala de aula e, também, a temática que tem um foco diferenciado do cinema hollywoodiano”, disse.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão