assessoria de
  comunicação

12/5/2017
 2º Simpósio Baiano de Produção Animal é realizado em Itapetinga
por Valcelene Amorim


Com um público bastante diversificado, composto por produtores rurais, estudantes, professores de Zootecnia e áreas afins, além de profissionais que atuam em agrárias, foi realizado o 2º Simpósio Baiano de Produção Animal, nessa sexta-feira, 12, no campus da Uesb, em Itapetinga. O evento que é promovido pelo Diretório Acadêmico de Zootecnia, em conjunto com o Departamento de Tecnologia Rural e Animal (DTRA), possui o objetivo de tratar sobre temas relevantes relacionados ao desenvolvimento de pesquisas e tecnologias para a melhoria da produção animal no atual contexto das diversas regiões da Bahia.

“A cidade de Itapetinga, a região em si, é muito forte no setor agropecuário. É uma cidade que já foi reconhecida nacionalmente pelo seu potencial produtivo, mas vem sofrendo por crises climáticas e fluviométricas e isso afeta o mercado e a atividade. Então, um produtor mais orientado e que tenha assistência técnica qualificada consegue suprir as suas demandas e produzir mesmo diante das adversidades que são encontradas no dia a dia do campo, por isso, é que se faz necessária essa troca de experiência, informações entre técnicos e profissionais da área com produtores”, afirmou Pedro Paulo Policiano Públio, presidente do Diretório Acadêmico de Zootecnia.

Em busca de uma melhor qualificação na área, Gleiciara Teixeira de Sousa, discente do terceiro semestre de Medicina Veterinária, veio da cidade de Guanambi para assistir as palestras. Para ela, que pretende se especializar na área de produção animal, o Simpósio é uma oportunidade de se destacar enquanto futura profissional. “Participar do Simpósio vai ser bom para enriquecer o currículo da gente. Eu quero me especializar em produção animal, então, para mim, é muito bom está aqui participando e também terei a oportunidade de transmitir esse conhecimento para outras pessoas, porque a região é escassa de profissionais especializados nessa área”, destacou.

A primeira palestra do evento abordou a questão da recuperação de pastagens, tema de notável significância, já que a região de Itapetinga sofreu recentemente com um longo período de estiagem, o que desencadeou uma baixa no volume de produção. Além disso, durante o evento também foram abordados temas como: “Criação de frango de corte em clima quente e instalações alternativas”, “Pastagens no município de Itapetinga e anomalias climáticas atuais”, “Estimativa de consumo para bovinos de corte”, “Suplementação x Adubação” e “Mercado do boi gordo e bezerros: situação atual e perspectivas”.

Para a professora Cristiane Leal, coordenadora do DTRA, este evento demonstra a importância do curso de Zootecnia dentro da região de Itapetinga. “Nós temos uma demanda muito grande, principalmente na cidade de Itapetinga, por informações ligadas à área da agropecuária. Com isso, a gente vai está mostrando que a Universidade está preocupada com ampliação do conhecimento atual, porque sabemos que o conhecimento é dinâmico, ele vai mudando com o decorrer dos anos. A intenção do departamento é sempre está apoiando eventos semelhantes a este e divulgar a nossa Instituição para onde for necessário levar o nome dela”, concluiu.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão