assessoria de
  comunicação

22/5/2017
 Mostras do Festival do Minuto são exibidas na Uesb
por Afonso Ribas


Alunos do curso de Cinema e Audiovisual assistiram, na tarde desta segunda-feira, 22, às mostras que compõem a rede de exibição do Festival do Minuto, que integra sua programação à Uesb pelo segundo ano consecutivo. Os filmes exibidos fazem parte das mostras Melhores Minutos de 2016, Infantojuvenil e Universitária, e foram seguidos de comentários orientados pelo professor do curso, Filipe Brito. A atividade, que ocorreu na Sala de Projeção Jorge Melquisedeque, localizada no Módulo da TV Uesb, campus de Vitória da Conquista, foi realizada pela Coordenação de Cultura da Universidade, em parceira com o Programa Janela Indiscreta Cine Vídeo. 

“O objetivo principal das mostras é a gente ter uma janela para ver esses filmes, algo que, geralmente, a gente não tem. Então, a partir disso, buscamos estimular, principalmente os alunos de Cinema e Comunicação daqui da Uesb, a serem também produtores dessas mostras”, afirmou o coordenador de cultura, Sérgio O. Silva.

O Festival do Minuto é aberto para pessoas do mundo inteiro que queiram exibir e promover suas produções, reunindo estudantes de Cinema e Audiovisual, profissionais da área e interessados em geral. Os participantes fazem vídeos de até um minuto de duração em formatos diversos como curtas-metragens cinematográficos, animação e pilotos de televisão.

Géssica Emanuele, uma das alunas do curso de Cinema que esteve presente na atividade, considerou proveitosa a possibilidade de participar de um evento nacional como o Festival do Minuto e disse que os formatos dos vídeos exibidos nas mostras trazem os filmes para a realidade universitária dos estudantes de Cinema e Audiovisual. “Quando estamos cursando a faculdade, vemos aqueles grandes filmes e pensamos que nunca vamos ter a capacidade de fazer algo do tipo, e quando você participa de um evento desse e vê a abrangência nacional e até internacional que ele tem, assim como a forma como ele coloca os filmes, os formatos e os temas, é muito interessante, porque nos traz uma prática e, principalmente, nos mostra uma realidade possível para rodarmos nossos filmes em festivais nacionais, e isso é importante".

 



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão