assessoria de
  comunicação

9/6/2017
 Projeto Roda de Conversa desenvolvido em Itapetinga
por Valcelene Amorim


Com o objetivo de conhecer os funcionários e as demandas de cada setor, a Uesb, por meio do Serviço Social, Núcleo de Saúde e Bem-Estar (Nusbe), Espaço de Partilhas e Aprimoramento Humano (Epah) e Coordenação de Recursos Humanos (CRH), desenvolveram o projeto Roda de Conversa, que consiste em reunir funcionários de determinado setor da Universidade para uma conversa em grupo onde os mesmos expõem seus anseios, sugestões e sentimentos.  

“O objetivo é ouvir os nossos servidores, entender quais são suas necessidades, saber as sugestões, o que eles pensam do campus da Uesb de Itapetinga, enfim. Então, o objetivo maior é ouvir e depois facilitar as coisas dentro daquilo que foi dito, para que possamos nos aproximar mais dos grupos de servidores que temos aqui”, explicou Lucimeira Passos, assistente social.

Ainda de acordo com Passos essa iniciativa é muito importante para elevar a autoestima dos colaboradores, o que influencia positivamente no trabalho laboral. “A primeira coisa que surgiu, que foi legal, foram eles serem ouvidos. ‘Alguém está me ouvindo, interessado em mim, no que faço na Uesb’. O projeto deu visibilidade aos nossos colaboradores”, pontuou.

Outro aspecto considerável destacado por Passos foi a colaboração dos servidores para a melhoria do desenvolvimento das atividades de cada setor da Universidade. “Não é pensar apenas os problemas da Uesb, mas sugerir contribuições para que fique melhor, e todos nós temos capacidade para isso, só precisávamos de espaço. Então, o projeto Roda de Conversa trouxe isso à tona, as pessoas começaram a repensar a Uesb e no que elas podem contribuir”, destacou.

Para Cleber Sardinha, funcionário da Uinfor, a Roda de Conversa foi uma oportunidade de apresentar ideias e sugestões para o melhor desempenho das atividades do setor em que atua. “Eu achei muito importante pelo fato de podermos expor as nossas ideias em relação ao que foi proposto e também aguardar que algo realmente seja feito”, afirmou.

A interação interpessoal com os colegas de trabalho, tema abordado durante a Roda de Conversa, foi um assunto que despertou a atenção de Cleber Alcântara, também funcionário da Uinfor, para o melhor desempenho das atividades diárias, além de proporcionar um ambiente mais fluído. “Acho muito importante a questão que foi colocada, da necessidade de conhecermos outras pessoas e interação. É fundamental conhecermos os colegas, nos apresentarmos, porque somos todos colaboradores”, ressaltou.

De acordo com Passos, a intenção é que a Roda de Conversa seja permanente e após a conclusão dessa primeira etapa inicie a segunda. “A primeira fase foi para ouvir e entender as demandas, agora as rodas de conversa serão temáticas. Vamos falar sobre temas específicos como, por exemplo, depressão. Teremos uma tarde com um convidado, não é uma palestra, mas sim uma roda de conversa, com treinamentos e técnicas para trabalhar a depressão, ansiedade, para podermos falar sobre integração e motivação. Também faremos cursos organizados e ministrados pelos próprios colegas do campus da Uesb”, explicou.

 



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão