assessoria de
  comunicação

14/6/2017
 Peça teatral abordou História da Enfermagem
por Wellington Nery


Discentes da disciplina Enfermagem e Sociedade, do primeiro semestre do Curso de Bacharelado em Enfermagem, campus de Jequié, apresentaram a peça teatral “A História da Enfermagem e as Práticas de Saúde ao Longo dos Anos”, no último dia 8 de junho, no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação (Ceep - Ierp Régis Pacheco), sob a orientação da professora Ninalva de Andrade Santos, do Departamento de Saúde 2.

Segundo a professora Ninalva Santos, essa é uma forma inovadora de avaliação dos discentes. “Isso é uma proposta no intuito de inovar porque a gente repensa a nossa avaliação. Estamos tentando sair daquela forma tradicional de avaliação que é a prova escrita. Sendo assim, essa atividade foi proposta como avaliação da disciplina em que eles preparam uma peça teatral que está sendo apresentada para os alunos do Curso Técnico de Enfermagem do CEEP – IERP. A partir disso, eles falaram sobre a história da Enfermagem, o desenvolvimento das práticas de saúde ao longo dos séculos e mostramos um pouquinho da importância e da beleza que é a Enfermagem”, esclarece Santos.

Para o acadêmico do primeiro semestre do Curso de Enfermagem da Uesb, Vinícius Santos Barros, que foi um dos narradores da peça, a nova experiência foi válida. “Há um ganho muito grande enquanto turma, enquanto Universidade, porque o objetivo real da apresentação é passar a história da Enfermagem desde os primórdios até a atualidade e toda evolução da profissão, sobretudo para os meninos do Curso Técnico de Enfermagem. Com isso, ganharmos essa experiência rica, tanto para nós do primeiro semestre quanto para os meninos que irão receber essas informações”, avalia.

Sua colega Emanuela de Jesus Souza atuou como a triz da personagem Ana Nery e também aprovou a iniciativa. “Atuei como Ana Nery, que foi uma das primeiras mulheres a trazer o Curso de Enfermagem para o Brasil, e uma das primeiras escolas de Enfermagem tem o nome dela. Foi uma grande responsabilidade representar esse papel e mostrar a importância para esses jovens acerca de uma mulher que exerceu uma grande influência na Enfermagem. Eu aprendi a conhecer os princípios da Enfermagem tendo em vista sua batalha para chegar até aos dias de hoje, as dificuldades é um dos motivos para eu dar mais valor à profissão que irei exercer”, ressalta.

Na platéia, Sara Fontes Bastos, cursista do CEEP – IERP Régis Pacheco, aprovou a iniciativa da Uesb. “Eu achei ótimo! É bom para nós que estamos cursando o Técnico em Enfermagem ter acesso a essas informações sobre a Enfermagem”, diz. Para seu colega Jucélio Brito Meira, a peça foi muito interessante. “Muito interessante porque de uma forma prática e bonita vieram mostrar, através da apresentação sobre a Enfermagem, que, com a chegada de Florence Nightingale, a História da Enfermagem tomou rumo diferente. Eles conseguiram mostrar realmente, com amor, que Florence é a mãe da Enfermagem”, conclui Meira.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão