assessoria de
  comunicação

28/7/2017
 Seminário aborda Educação do Campo no campus de Conquista
por Gisele Almeida


Com o objetivo de discutir a temática “Pesquisa em Educação do Campo: perspectivas na produção de conhecimento”, acontece hoje, até às 19 horas, no auditório do Centro de Aperfeiçoamento Profissional (CAP), campus de Vitória da Conquista, o 1º Seminário em Educação do Campo, promovido pela 1ª turma da disciplina “Educação do Campo e Pesquisa” do Programa de Pós-Graduação em Ensino da Uesb (PPGEN). O evento abre espaço para pesquisadores da área apresentarem seus projetos e busca refletir sobre diversas questões que se relacionam ao tema, como Formação de Professores, Políticas Públicas e Interdisciplinaridade.

O debate em torno dessa questão existe porque a Educação nos parâmetros formais ou tradicionais não favorece o Campo, ou seja, formam-se trabalhadores para que eles saiam das suas áreas de origem, no chamado êxodo rural.   

De acordo com o membro da comissão organizadora do evento e aluno da 1ª turma da disciplina de “Educação do Campo e Pesquisa” do PPGEN, José Ronaldo Silva dos Santos, uma das principais intenções do Seminário é agregar cientistas, intelectuais e pesquisadores envolvidos na discussão. “Essa reunião é importante, considerando que é um debate em que já temos várias experiências no Brasil em termos de pesquisa e diversos grupos nessa área”, justifica ele.

José Ronaldo também falou sobre a importância da atividade para o compartilhamento de informação e conhecimento em torno do avanço da Educação do Campo enquanto política pública. Para o pesquisador, apesar da Educação diferenciada daquela oferecida à cidade constituir-se como um direito dos trabalhadores e trabalhadoras do Campo, na prática, poucas ações acontecem.

Outro ponto primordial do evento é o debate em torno de Projetos de Extensão que tenham relevância para a comunidade externa da Universidade, no que diz respeito à realidade educacional daqueles que vivem e trabalham no Campo. A mestranda da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e representante do Fórum Municipal de Educação do Campo de Vitória da Conquista, Luciene Rocha, falou sobre essa questão. “Os projetos de Extensão são para mim quase que a alma da Universidade. Além da Pesquisa e do Ensino, a Extensão deve estar associada a eventos como esse, para que possamos refletir, analisar, propor e intervir com maior qualidade na sociedade”, afirma ela.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão