assessoria de
  comunicação

21/8/2017
 Uesb sedia Simpósio do Crefito-7 em Jequié
por Wellington Nery


Na última sexta-feira, 19 de agosto, aconteceu o Simpósio do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO-7). Realizado pelo Colegiado do Curso de Fisioterapia, vinculado ao Departamento de Saúde 1, da Uesb, campus de Jequié, o evento proporcionou a fisioterapeutas inscritos no CREFITO-7 e estudantes devidamente matriculados em cursos de graduação em Fisioterapia um momento de atualização e aperfeiçoamento sobre questões legais e mercado de trabalho na área.

Segundo o professor Marcos Henrique Fernandes, diretor do Departamento de Saúde 1, o evento aproxima a academia do mercado de trabalho dos fisioterapeutas. “É muito importante esse momento de interação do Conselho com a Uesb, porque nosso papel principal é formar profissionais para a sociedade e o Conselho é o órgão que vai regulamentar e fiscalizar o exercício desses profissionais”, pontua Fernandes.

Para o presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 7º Região, o fisioterapeuta Cléber Murilo Pinheiro Sady, essa interação entre a Universidade e o Conselho é fundamental. “O Crefito-7 é uma autarquia pública federal e dentre as funções do Conselho Regional está a de exercer o controle científico, ético e social das duas profissões: Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Neste contexto, a participação do Conselho junto aos futuros profissionais, os estudantes de Fisioterapia, é importante no sentido de esclarecer as funções do Conselho e de também estimular o cuidado do exercício profissional, com palestras de profissionais de relevância em nosso Estado, para que esses estudantes possam, de alguma forma, se espelhar”, afirma Sady.

Os acadêmicos do curso de Fisioterapia da Uesb aprovaram o Simpósio. Para Lidiana Matos Barbosa, aluna do 7º semestre, o evento foi enriquecedor. “Para mim, foi de suma importância, porque sempre tive vontade de participar do Crefito, para ter oportunidade de aprofundar mais meu conhecimento em relação à sua funcionalidade”, diz Barbosa.

Já o acadêmico do 2º semestre do curso, Gabriel Silva Carvalho Nobre, destacou o aprendizado obtido no Simpósio. “Creio que um evento que faz um intercâmbio entre profissionais e alunos é de grande ajuda para nossa formação, pois vemos a teoria e aqui temos a prática”, acredita Nobre.

Segundo Cléber Souza de Jesus, vice-diretor do Departamento de Saúde 1, o evento foi um sucesso. “Foi extremamente importante, porque a gente colocou o universo acadêmico, estudantes e futuros profissionais em contato mais precoce com o órgão de classe que vai fiscalizar, e que de certa forma vai nortear nossa prática profissional lá fora”, conclui Jesus.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão