assessoria de
  comunicação

5/9/2017
 Palestra abordou a Francofonia e suas particularidades
por Caleb Lima


O Laboratório de Línguas Estrangeiras (Caale) realizou nessa terça-feira, 5, no auditório 2, do Módulo de Aulas Professor Antônio Luis Santos (Luisão), campus de Vitória da Conquista, a palestra “A francofonia nos dias atuais: o que é, onde está e a quem se refere”.

A Francofonia é a região linguística descontínua, correspondente à comunidade linguística, envolvendo todas as pessoas que têm em comum a língua francesa, compartilhando de aspectos culturais semelhantes. Fazem parte também os países que possuem o francês como a segunda língua, os quais normalmente não estão em evidência.

A palestra é um desdobramento do curso L´Atelier de Français e teve como principal objetivo, não apenas divulgar o ensino do Francês, mas a cultura francófona, trazendo diversidades de culturas dos países de Língua Francesa. A ideia do evento surgiu como forma de dialogar um pouco mais sobre o tema, como explica a coordenadora do curso, Ana Paula Soares. “Através de uma parceria que eu tenho com a professora convidada, em que ela tem uma formação parecida com a minha, voltada para a Linguística Aplicada, e ao tomar conhecimento de suas pesquisas sobre francofonia, surgiu a ideia de fazer a palestra. Esse foi o primeiro encontro de inúmeros outros que poderão acontecer”, afirma Soares.

A programação contou com a presença da professora Camilla dos Santos Ferreira, da Universidade Federal Fluminense, que trabalhou com um mapa geral da Francofonia da Organização Internacional da Francofonia e das instituições Francófonas dos lugares onde o francês é falado, abordando a linguística e, principalmente, a política linguística. “Toda vez que falamos em Francês, as pessoas logo pensam na França, mas ninguém se recorda dos países africanos onde essa língua é falada. Dados recentes revelam que a maior parte dos falantes franceses não moram na França. Então, a ideia trabalhada aqui, foi dá um panorama amplo para quem quiser depois se aprofundar e estudar sobre o assunto”, ressalta Ferreira.

Participante do curso L´Atelier de Français há 1 ano, o estudante Fernando Sales ressaltou a importância de se compreender novos idiomas. “Considero interessante participar desses eventos, porque mostra como o Francês é abrangente. Eu estudo poesia do século 17 e muitos tratados estão em francês. Então eu tenho essa oportunidade de aprender para complementar meu estudo dentro da Instituição”, finaliza Sales.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão