assessoria de
  comunicação

13/9/2017
 Projeto de Música Regional foca em história e ensino coletivo
por Emanuela Lisboa


Em 2016, foi implantado, no campus de Vitória da Conquista, o projeto de extensão “Música Regional Brasileira: história e ensino coletivo”, com os objetivos de propiciar a reflexão sobre os componentes históricos e sociológicos da produção musical brasileira regional e criar uma oportunidade de acesso a um público amplo, interno e externo à Universidade, referente ao aprendizado coletivo de música. A iniciativa é do professor Luiz Otávio de Magalhães, do Departamento de História (DH), e conta com a parceria do maestro Emerson DiMattos, que socializa conhecimentos teórico-técnicos de música, utilizando a rabeca como instrumento base para execução/interpretação das peças musicais.

Segundo Magalhães, com base no conceito de “regional”, que indica uma identidade, a proposta é difundir o ensino coletivo de música para afirmar o papel da Universidade na expansão do ensino musical e na utilização de produções musicais como manifestação cultural. A primeira edição aconteceu de agosto de 2016 a abril de 2017, com participação de estudantes e professores da Uesb, discentes de outras instituições, docentes da rede básica de ensino e outros profissionais. Na ocasião, os organizadores trabalharam um repertório mais abrangente, com produção de diferentes compositores, como Dorival Caymmi, Elomar Figueira Mello, Papalo Monteiro, Luiz Gonzaga, Sivuca e Heitor Villa-Lobos.

A ideia visava abordar temas como: as formas de integração da cultura metropolitana/erudita e a regional/popular; o uso da música para analisar formações históricas regionais específicas como a do Sertão da Ressaca, região de Vitória da Conquista; e aspectos específicos das comunidades do interior do Nordeste, como a feira, o cangaço e movimentos populacionais. De acordo o professor Luiz Otávio, o projeto despertou o interesse na produção de artigos acadêmicos a serem elaborados, motivou a composição de um grupo de trabalho e, no caso dos participantes docentes da educação básica, os temas serviram de base para elaboração de atividades a serem desenvolvidas em suas salas de aula. Para finalizar as ações, foi promovida, no Teatro Carlos Jeovah, em Conquista, uma sessão especial de apresentação do repertório trabalhado.

Nesta segunda etapa, que teve início no dia 17 de agosto, se inscreveram 49 participantes. Agora, o projeto foca a produção musical de um artista específico: Luiz Gonzaga. O objetivo é relacionar aspectos da trajetória de vida do artista com elementos da história do Nordeste, destacando temas como as relações de poder, as formas de organização da propriedade, relações de parentesco, sociabilidade, dentre outros; e, ainda, a partir da análise e execução de peças como “Assum preto”, “A volta da asa branca”, “Triste Partida”, “Vida de viajante” e “A morte do vaqueiro”, discutir elementos da paisagem geográfica e cultural da região, como a seca, os movimentos migratórios, os personagens sociais típicos, entre outros aspectos.

As atividades do Projeto acontecem às quintas-feiras, às 19 horas. Para obter mais informações, entre em contato com o DH por meio do telefone (77) 3424-8666 ou pelo e-mail musicaregionalbrasileira@gmail.com.

Foto: Música Regional Brasileira: história e ensino coletivo



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão