assessoria de
  comunicação

21/9/2017
 Começa o 9º Seminário de Pesquisa em Estudos Linguísticos
por Gisele Almeida


Começou na manhã desta quinta, 21 de setembro, no campus de Vitória da Conquista, o 9º Seminário de Pesquisa em Estudos Linguísticos (Spel). O evento, promovido pelo Grupo de Pesquisa em Estudos da Língua(gem) - GPEL/CNPq/Uesb - e pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin), se estenderá até esta sexta, 22, com uma programação composta por conferências, minicursos e apresentação de trabalhos em comunicações e em pôsteres.

O Seminário objetiva divulgar, para as comunidades científicas regional e nacional e para a sociedade em geral, resultados de pesquisas que se enquadram nas diversas áreas da ciência Linguística e das ciências da Linguagem, realizadas por professores-pesquisadores de grupos de pesquisa da Universidade e de outras instituições do país; e por estudantes da iniciação científica e do PPGLin. Além disso, o evento também conta com trabalhos que estão atrelados ao Mestrado em Linguística, mas são desenvolvidos por estudantes da graduação em Letras e de outros cursos da Uesb.

De acordo com Marian Oliveira, professora do PPGLin e membro da Comissão Organizadora do Seminário, a iniciativa não só busca mostrar para a comunidade o que está sendo produzido, mas assegurar o entendimento de que essas pesquisas, de alguma maneira, são revertidas para o bem da comunidade externa, com uma produção de conhecimento que viabilize a satisfação de determinadas necessidades de membros da sociedade. “Tudo que é produzido dentro da Universidade é promoção de ciência e, no final, o produto dessa ciência é tudo o que as pessoas precisam no dia a dia, é a educação do filho que está na escola e que aqui a gente pesquisa sobre, entre outras questões”, afirma.

A conferência de abertura do evento, que aconteceu no Teatro Glauber Rocha, propôs uma discussão sobre o tema “Linguística Aplicada à Alfabetização”. Com a presença da professora Leonor Scliar-Cabral, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o objetivo do espaço foi expor os dados negativos referentes ao analfabetismo funcional no Brasil e na cidade de Vitória da Conquista e mostrar de que forma a Linguística poderá gerar mecanismos para ajudar no processo de melhoria dessa realidade. “É necessário que todas as Ciências que se ocupam da linguagem verbal se empenhem para modificar esse quadro, com a divulgação dos resultados mais avançados de pesquisas que demonstrem como deve ser feita a alfabetização. Os educadores precisam ter os conhecimentos essenciais sobre como funciona nossa língua”, explica a professora Leonor.

Para Carmina Borges, estudante do curso de Comunicação Social da Uesb e bolsista de iniciação científica, eventos como esses são muito importantes para quem produz ciência, já que é uma forma de dar satisfação à comunidade que financia a sua pesquisa e de propagar o conhecimento que conseguiu gerar durante a iniciação. “Eu achei muito importante participar do evento porque ele propõe temas que conversam com o que abordo na minha pesquisa”, completa.  

O Seminário seguirá na tarde desta quinta com uma mesa-redonda sobre as pesquisas em andamento do PPGLin e um Café Musical com a musicista Géssica Maria. O dia de evento terminará com as comunicações orais, nas salas e auditórios do Módulo Antonio Luis Santos (Luisão). Já nesta sexta, 22, a programação da manhã contará com minicursos e a conferência “A Enunciação e a Constituição dos Modos de Funcionamento dos Enunciados”, com o professor Eduardo Guimarães, da Universidade de Campinas (Unicamp); e no período da tarde com apresentações de pôsteres, no foyer do Módulo 4, e, novamente, com as comunicações orais no Luisão. Para mais informações, acesse o site do evento.

 



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão