assessoria de
  comunicação

23/10/2017
 Começa o 4º Colóquio Internacional Brasil e Império Português
por Afonso Ribas


Teve início na tarde desta quarta-feira, 23, no campus de Vitória da Conquista, o 4º Colóquio Internacional Brasil e Império Português – da Idade Moderna à Contemporaneidade. O evento, promovido pelo Departamento de História (DH), foi aberto com a Sessão de Comunicação “História, Historiografia e Ensino de História”, a primeira do Colóquio, onde foram apresentados cinco trabalhos de alunos e egressos do curso de História.

Segundo a professora Grayce Souza, uma das coordenadoras do evento, o Colóquio é resultado de um projeto iniciado em 2010, com o objetivo de reunir diversos pesquisadores do Brasil e do exterior que trabalham com temáticas envolvendo as relações entre Brasil e Império Português, considerando o recorte histórico que abrange desde a época moderna até a contemporaneidade. “Eu acho que o que essa discussão mais nos proporciona é fazer a gente conseguir pensar a nossa realidade histórica dentro desse contexto mais amplo”, disse Souza.

Além das sessões de comunicação, o evento conta com conferências, lançamento de livros, atividades culturais e mesas temáticas. “Nós procuramos agregar trabalhos semelhantes, de maneira que as mesas pudessem ter uma discussão mais unificada e a mesma coisa fizemos com as sessões de comunicação. É um evento aberto a todos, sobretudo àqueles que têm interesse e curiosidade em conhecer um pouco mais da história do Brasil e de sua relação com a história de Portugal”, explicou a professora Avanete Pereira Sousa, que também faz parte da comissão organizadora do Colóquio. Ela ressaltou ainda que além de atuais, as discussões promovidas pelo evento são muito oportunas para que se possa refletir sobre a conjuntura na qual estamos vivendo. “Trazemos discussões sobre temas como escravidão, racismo e, nesse momento, mais do que nunca, a gente precisa discutir que o que nos iguala são as nossas diferenças”, concluiu.

A escravidão na sociedade brasileira, por exemplo, foi tema de uma das comunicações orais do primeiro dia do Colóquio, apresentada pelo egresso do curso de História, Fabrício Dias, que abordou algumas reflexões sobre a obra “A Escravidão”, de Joaquim Nabuco, estudada em sua monografia. “É uma oportunidade de divulgar os nossos trabalhos acadêmicos e também de ver o que há de comum com os trabalhos desenvolvidos por nossos colegas”, afirmou Dias.

A programação do 4º Colóquio Brasil e Império Português continua até a próxima quarta-feira, 25. Mais duas sessões de comunicação e quatro mesas temáticas serão realizadas. A conferência de abertura acontece ainda hoje, a partir das 20 horas, no auditório do Módulo 4, próximo ao Restaurante Universitário, e abordará os cinco séculos da ação da Companhia de Jesus em Portugal.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão