assessoria de
  comunicação

31/10/2017
 Comeša a 1¬ Semana de Biologia e Engenharia Ambiental
por Valcelene Amorim


Fomentar a divulgação de conhecimentos gerados por meio das pesquisas é mais uma das responsabilidades de uma Universidade, bem como a preocupação com o desenvolvimento sustentável. Pensando nisso, a Uesb, campus de Itapetinga, por meio da iniciativa dos discentes dos cursos de Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental, deu início nessa segunda-feira, 30, às atividades da 1ª Semana de Biologia e Engenharia Ambiental (Bioamb).

“Nós da Engenharia Ambiental, do Diretório Acadêmico (DA), juntamente com uma equipe da Biologia, tivemos interesse em fazer esse evento com a ideia de respeitar o meio ambiente, o que envolve todo um lado social”, afirmou Pedro Augusto Ferraz e Silva, aluno do quarto semestre de Engenharia Ambiental, que também é presidente do Diretório Acadêmico e um dos organizadores do evento. Ainda conforme Silva, produzir debates e reflexões em torno do meio ambiente é muito urgente na atual circunstância, uma vez que, “no mundo atual não há como parar de desenvolver e o desenvolvimento está atrelado à sustentabilidade, e esta envolve o lado social. É nesse sentido que vamos tentar passar a ideia que podemos desenvolver de um modo sustentável, com os conhecimentos da Biologia e da Engenharia Ambiental”, destacou Silva.

Para o professor e servidor da Universidade, Carlos Alberto Santana, que palestrou sobre apicultura e agricultura sustentável, o seminário acontece em um momento muito relevante para a biodiversidade de Itapetinga e região. “Dentro do pensamento da questão da produtividade, fazemos uma dissociação do meio ambiente do processo produtivo. Então, quando isso acontece, é refletido no meio ambiente. Um desses reflexos foi o que aconteceu no ano passado, quando a seca prolongou-se por muito tempo, trazendo problemas terríveis para a nossa região, inclusive mortes de animais”, lembrou Santana.  

Bianca Sousa Cana Verde, graduada pela Uesb em Engenharia Ambiental, ressaltou o mérito da realização do evento, produzido e organizado pelos discentes da Universidade. “Para nós que moramos no interior da Bahia, as vezes é difícil se locomover para lugares mais distantes, onde têm outras palestras. Por isso, achei uma iniciativa muito boa, principalmente porque eles deram a oportunidade para fazermos minicurso e apresentar trabalhos, já que sabemos que apresentar trabalhos em outros lugares tem um gasto. Outra coisa muito interessante é que o evento foi promovido pelos próprios alunos”, frisou Cana Verde.

Quem também aprovou a disposição dos alunos em organizar o evento, foi o professor Murilo Scaldaferri, coordenador do Colegiado de Biologia. “Eu fiquei muito satisfeito, muito feliz e muito orgulhoso também ao ver o andamento da organização desse evento, feito pelos alunos. Desde a ideia que eles tiveram até hoje, ocasião em que estamos aqui prestigiando a abertura, eles se desdobraram entre as suas atividades acadêmicas, suas obrigações e a difícil tarefa de organizar um evento como esse”, salientou Scaldaferri.

As atividades da Bioamb têm continuidade até essa quarta-feira, 1º, com palestras, visitas técnicas, minicurso e apresentações de trabalhos acadêmicos.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão