assessoria de
  comunicação

7/11/2017
 Abertura da Exposição "Memórias do Hotel Albatroz"
por Juliana Silva


Na noite dessa segunda-feira, 6, foi realizada a abertura da exposição "Memórias do Hotel Albatroz -homenagem ao centenário de nascimento de Gildete Vianna". A exposição, que está acontecendo no Museu Regional de Vitória da Conquista - Casa Henriqueta Prates, tem como proposta destacar a importância do Hotel Albatroz para a história da cidade, já que o estabelecimento contribuiu para o desenvolvimento socioeconômico de Vitória da Conquista.

A abertura da exposição, que é uma realização do Programa de Incentivo à Leitura (Proler) em parceria com o próprio Museu Regional, aconteceu exatamente na semana em que o município conquistense comemora 177 anos de emancipação, cuja data é lembrada no dia 9 de novembro. Para a professora Ana Cláudia Rocha, vinculada ao Departamento de História (DH), que participou da produção e organização da exposição, com a exibição dos documentos, fotos e objetos do Hotel Albatroz, a população de Vitória da Conquista terá a oportunidade de se aproximar da história do município. “Esse é um momento de recuperação da memória de um estabelecimento que foi muito importante para a cidade. Se estuda pouco a história do comércio e da indústria de Vitória da Conquista. Então, essa é uma oportunidade rica para todos nós”, afirmou a docente.

Para a coordenadora do Proler, Heleusa Câmara, o Museu Regional, dentro das suas propostas, tem como objetivo trazer à tona a memória das histórias não oficiais relacionadas ao Planalto da Conquista. Por isso, constantemente, busca constituir acervos particulares, que têm um potencial muito significativo para a história da cidade.  Assim, segundo ela, foi que surgiu a ideia de fazer a exposição sobre o Hotel Albatroz. “Esses acervos enriquecem a história da nossa terra, por isso, com o apoio da família do senhor Gildete Vianna, resolvemos realizar a exposição para poder compartilhar esse conteúdo, que é tão interessante, e pode servir como fonte de pesquisa sobre a história de Conquista”, destacou.

Além de marcar as comemorações do aniversário de Vitória da Conquista, a exposição faz uma homenagem aos cem anos de nascimento do idealizador do Hotel Albatroz, que ficou conhecido como um grande empreendedor e importante empresário da cidade. Na abertura do evento, familiares do senhor Vianna, inclusive filhos que participaram da montagem da exposição, estiveram presentes e ressaltaram a emoção em poder ver a história do pai sendo recontada. “Essa exposição me traz muito alegria, pois estamos honrando a memória da minha família”, ressaltou Tônia Vianna Rocha, uma das filhas do senhor Gildete Vianna.

Já para Carlos Alberto Marinho Sampaio, cujo primeiro emprego foi no Hotel Albatroz, em meados de 1976, a exposição o fez relembrar da sua própria vida. “Aos 16 anos, comecei a trabalhar no Hotel Albatroz e agora, poder ver essas fotos e documentos do estabelecimento me faz relembrar da minha própria história”, comentou Marinho.

O Hotel

O Hotel Albatroz, inaugurado em 1952, foi considerado o mais tradicional hotel de luxo de Vitória da Conquista, hospedando, ao longo de sua existência, ilustres personalidades do cenário nacional e até internacional. Além dos leitos, o espaço também funcionava como restaurante e bar e tinha em suas dependências um salão de beleza e uma lavanderia.

A exposição "Memórias do Hotel Albatroz -homenagem ao centenário de nascimento de Gildete Vianna" segue aberta ao público, gratuitamente, até o mês de janeiro. A visitação acontece em horário comercial, no Museu Regional, localizado na Praça Tancredo Neves, Centro de Vitória da Conquista. 



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão