assessoria de
  comunicação

24/11/2017
 O “Pagador de Promessas” é encenada em Jequié
por Carlos Santos


Dirigida pela professora Maria Afonsina Matos, foi encenada nessa quinta, 23, no campus de Jequié, em frente à Biblioteca Jorge Amado, uma adaptação da peça teatral “O Pagador de Promessas”, do escritor Dias Gomes.

A apresentação dos acadêmicos de Licenciatura em Letras encerrou um ciclo de seminários da disciplina Teoria da Literatura 5, ministrada pela docente. Na plateia, discentes, professores, convidados e pessoas da comunidade jequieense prestigiaram o evento e aplaudiram a peça com 20 alunos/atores.

A disciplina Teoria da Literatura 5 proporcionou aos acadêmicos estudar a dramaturgia desde a Grécia até a dramaturgia brasileira. “Fizemos várias leituras nos textos e apresentamos nos seminários de várias peças da Literatura. Agora, os alunos elegeram o Pagador de Promessas para encerrar o semestre”, explicou a diretora da peça, que também foi uma vendedora de vassouras na encenação.

A professora formada em Letras pela Uesb, Neomísia Pereira de Aguiar, foi assistir como uma opção de lazer. “Essa peça vem nos ensinar outras maneiras de adquirir conhecimentos de maneira divertida. E gratuito e ao ar livre, é maravilhoso assistir”, disse.

Didimari Santana, do sétimo semestre de Letras e monitora da disciplina Teoria da Literatura e se mostrou empolgada em arrumar o cenário ao ar livre. “Eu acredito que o envolvimento dos alunos, tanto nos estudos dos textos quanto nas apresentações, é muito proveitoso, pois o mundo teatral é a soma de literatura e arte”, comparou.

O público se divertiu com os personagens muito engraçados como Zé do Burro, Bonitão, Rosa, o Padre, a Mendiga, a Repórter, o Fotógrafo, o Guarda, o Sacristão, entre outros. Iluminação, sonorização e cenários lembravam a história contada por Dias Gomes na década de 1960, após uma confusa promessa que envolve Santa Bárbara/Iansã num terreiro de candomblé.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão