assessoria de
  comunicação

27/11/2017
 Começa a 7ª Semana de Pedagogia, em Jequié
por Carlos Santos


Começou nesta segunda-feira, 27, na Uesb, campus de Jequié, a 7ª Semana de Pedagogia e o 2º Simpósio sobre Memória, Trabalho e Educação, com o eixo temático “Escola e (de) formação em tempos de banalidade do mal”. Os dois eventos são promovidos pelo Núcleo de Estudos sobre Memória, Trabalho e Educação (NEMTrabE), e objetiva debater e refletir sobre a banalização do mal nas escolas.

Coordenado pela professora Tânia Torreão, os dois eventos reúnem estudantes, professores, pesquisadores e convidados em debates, palestras, exposição de trabalhos ligados à área de Pedagogia e Educação nos vários espaços da Universidade. De acordo com os organizadores, o evento conta com 170 participantes inscritos.

A conferência de abertura da Semana de Pedagogia foi feita pelo professor da Universidade de São Paulo (USP), Manoel Fernandes de Souza Neto. O público participou com perguntas e esclarecimentos sobre a temática abordada, e o palestrante usou o nazismo como exemplo de banalidade do mal. “Foi a racionalidade sistêmica que tornou os humanos como meras coisas”, afirmou. Ainda segundo o convidado, “é preciso dissociar o que é realmente a escola, dos processos educativos de educação”.

A professora Tania Torreão disse que a concepção da expressão “banalidade do mal” veio a partir de uma filósofa alemã que criou uma imagem do sujeito indo para a morte nas câmaras de gás. “Falamos aqui de um mal que não tem cara. É uma produção que está na sociedade e afeta o ser humano em face das condições reais que os subordinam”, explicou. Ela ainda enfatizou que “precisamos refletir o papel da escola na realidade concreta, pois a escola não é somente e nem pode ser vista como um lugar dos arranjos positivos”, lembrou.

 “A banalidade do mal na escola debatido aqui serve para todos e é importante para nós estudantes e futuros pedagogos, inclusive pela gravidade e alienação. Esse cenário precisa mudar”, disse Elismara Silva, do 7º semestre de Pedagogia da Uesb, que vai apresentar o trabalho científico no evento, intitulado “Trabalho, Educação e Poder: relação intrínseca. Talita Oliveira, também acadêmica de Pedagogia, elogiou a iniciativa com a temática. “Sempre aprendemos algo novo e desmistificamos vários preconceitos”, afirmou.



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão