assessoria de
  comunicação

23/2/2018
 Pesquisa de café conilon da UESB é destaque em encontro
por Thanize Borges


O Grupo Vila do Café, coordenado pela professora Sandra Elizabeth de Souza, do Departamento de Fitotecnia e Zootecnia (DFZ) da Uesb, promoveu em Vitória da Conquista, entre os dias 7 a 11 de fevereiro, o Encontro de Pesquisa em Café na Bahia, que reuniu professores, técnicos, estudantes de Agronomia da Uesb, produtores da Bahia e Norte de Minas Gerais e o pesquisador do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper-ES), Abraão Carlos Verdin Filho. O encontro itinerante foi marcado por palestras, visitas técnicas de campo às fazendas produtoras do município e reunião com cafeicultores da Vila do Café, e teve o objetivo de debater sobre o futuro da cafeicultura na região e, claro, promover a degustação da bebida produzida aqui.

O Brasil é o primeiro produtor mundial do fruto e, nesse hanking, a Bahia fica em quarto lugar em termos de produção. Essa colocação lhe oferece a possibilidade de apresentar projetos nos editais da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), através do Consorcio Pesquisa Café do Brasil,órgão que desde 1996 fomenta as ações de pesquisa e transferência de tecnologia para os cafés do país.

Em 2013, professores da Uesb encaminharam um projeto com quatro ações para execução até 2018, em parceria com pesquisadores da (Incaper-ES). Assim, foi firmado o convênio de Cooperação Técnica e Financeira entre a Uesb e a Embrapa, cujo foco principal é a inovação e implantação da tecnologia de condução do café conilon na Bahia, que já se consolidou nos municípios do Sul do Estado, e que está em pleno crescimento devido as demandas na composição de blends (mistura) da bebida no mundo todo, o que por sua vez tem valorizado o preço da saca.

Entre as quatro ações que correspondem as etapas do convênio firmado, estão a implantação da terceira edição da Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão da Cadeia Produtiva do Café, iniciada em outubro de 2016, com término em junho de 2018; a implantação da Unidade de Observação, com o plantio dos materiais genéticos do programa de melhoramento genético do Incaper; avaliação do espaçamento, densidade de hastes na condução da colheita mecânica e aumento de produtividade do café conilon; e o uso da Poda Programada de Ciclo (PPC) em café arábica.

Para este ano, já estão programados mais dois encontros, um em maio, mês previsto também para acontecer o plantio de mudas, e outro em dezembro, com um dia de campo para mostrar a tecnologia de plantio do café conilon.

Se você se interessou e deseja conhecer mais sobre as pesquisas do Grupo Vila do Café, envie um e-mail para cafeuesb@hotmail.com ou ligue no telefone (77) 3425-9386.
 

Foto: Grupo Vila do Café



Assessoria de Comunicação
indique essa matéria para um amigo
Versão para impressão