Domingo, dia 18 de agosto de 2019
imagem do topo

Apresentação

O assunto está em pauta no dia a dia na tevê quando ouvimos falar de liberdade de expressão e da participação da população nos rumos do país, seja por reivindicações ao lado dos indígenas no Rio e Janeiro, seja nas manifestações pelo Nordeste pedindo por melhores políticas de amparo aos sertanejos que enfrentam a seca. Está em pauta nas conversas do cotidiano, nos coletivos e escolas quando a população reclama por serviços e pede por melhorias. Está em pauta na academia, quando vemos avanços na pesquisa e na extensão. Trata-se da participação política e da democracia.


Afinal que democracia é essa que ouvimos ser exemplo para outros países em épocas de eleições? É de fato uma democracia plena? E pode ser, sem a participação ativa da população? A mídia tem tratado o tema de forma responsável? De que forma as novas tecnologias potencializam a voz dos menos favorecidos?


Essas são provocações que serão levantadas na VIII Secom, e que devem contribuir para a formação de bons comunicadores que irão atuar no mercado da região e do restante do Brasil, de forma ética e comprometida com quem mais precisa: a população.