KALANCHOE

Kalanchoe blossfeldiana


O kalanchoe, também conhecido como flor da fortuna, pertence a família das crassulaceas, originado da África, das áreas montanhosas e secas da ilha de Madagascar. É uma planta que possui folhas suculentas e é resistente ao calor como também à pouca água. Existem flores com tons de vermelho, alaranjado, amarelo, rosa, lilás e branco. Normalmente alcança uma altura máxima de 30 cm e se adapta a um solo solto, poroso, bem drenado e fértil.

Selecione sempre plantas saudáveis, com folhas inteiras, brilhantes, viçosas e sem manchas e/ou insetos e hastes das inflorescências firmes. É importante observar o número de botões, pois plantas que possuem grande número de botões fechados ou pouco abertos provavelmente terão maior durabilidade. Aspectos como: planta mal formada, desproporcional ao vaso, folhas desuniformes, poucas folhas e flores, são indesejáveis.

CUIDADOS EM CASA

  Num ambiente domiciliar podemos ter várias fontes de calor, correntes de ar, gases de combustão, luz direta e pontos de passagem constante, que devem ser evitados na hora de colocar as plantas. Evite colocar o kalanchoe em lugares muito escuros, pois as folhas amarelecem e as flores murcham. Lugares bem iluminados, como varandas e jardins, são bastante indicados, pois a planta é bastante resistente.

  Tome algumas precauções: não use água fria, isso causa manchas nas folhas. Evite molhar as folhas e principalmente as flores, porque muitas vezes podem apodrecer. O excesso de água é ruim; deve-se regar com pouca água, o suficiente para que um pouco escorra no pratinho. Não se deve encharcar o vaso, ou deixar muita água no pratinho, pois causa apodrecimento de raízes. Pouca água, duas vezes por semana no verão e uma vez no inverno, é mais do que suficiente. 

Existem muitos produtos no mercado, siga corretamente as instruções do rótulo.

  Muitas das doenças que causam podridão estão associadas ao uso excessivo de água. Separe a planta doente das outras e caso essa podridão esteja concentrada em uma folha ou flor, elimine-a e diminua as regas. Remova os insetos, passando um pano úmido com sabão neutro e separe a planta das outras.


Atenção: seguir apenas uma dessas recomendações não garante plantas saudáveis. Dedique-se mais às plantas no seu dia-a-dia.


|Floricultura Bahia| Floricultura Brasil| Floricultura no Mundo|
|Pesquisa na UESB| Programa da Disciplina| |Reguladores de Crescimento|
|Sites na Web-Floricultura| |Plantas dentro de casa| |Propagação flores de Vaso| |Substratos|