CUIDADO COM O COTO UMBILICAL
 

   

EQUIPE E COORDENAÇÃO:

Coordenadora - Esp. Eliane Fonseca Linhares

 
DIRETÓRIO DO CNPq

RESUMO DO PROJETO

   Considerando a infecção do coto umbilical um dos problemas de saúde pública que ocorre em nossa região devido a falta de más condições de higiene no cuidado do coto umbilical, a inadequada assistência pré-natal, ao desconhecimento da gestante acerca da vacinação anti-tetânica com a finalidade de prevenção do tétano neonatal e baixo nível socioeconômico cultural.é que é abordamos a questão da saúde do recém-nato, pois o ser humano faz parte de um todo envolvido no processo educativo. A partir do estudo científico desenvolvido em um Hospital Público da Cidade de Jequié – BA (Linhares, 1997), levou-nos a construir o Projeto de extensão continuada, “Programa Educativo: A Saúde do Coto Umbilical”. A abrangência desse Projeto contempla a Cidade de Jequié e Municípios circunvizinhos. Partindo do pressuposto que o saber das puérperas possui características que influenciam na prática do cuidado ao coto umbilical do recém-nato e que estas, poderão proporcionar êxito na cicatrização do mesmo, como também podem dificultar tal processo, nesta ocasião, foram realizadas varias oficinas pedagógicas onde identificamos que as gestantes continuam fazendo uso de recursos inadequados no cuidado do coto umbilical, como: pó de sola de sapato, pó de pena de galinha, pó de café, óleo de cozinha, faixa umbilical, dentre outros materiais deletérios, que prorroga o tempo de mumificação do coto, além da possibilidade de desenvolver uma infecção grave a exemplo do tétano neonatal, O Projeto tem como principais objetivos: Promover à prática do cuidado com o Coto Umbilical, como estratégia, de promoção da saúde e da qualidade de vida do recém-nato e de sua família, no município de Jequié/BA e região, desmistificar as práticas do cuidado com o coto umbilical por parte das gestantes e/ou familiares, sensibilizar as gestantes sobre a importância do cuidado com o recém-nato e quanto a assepsia com o coto umbilical e capacitar profissionais de saúde, estudantes de enfermagem e demais interessados, contribuindo assim para a redução da morbimortalidade do recém-nato A metodologia aplicada é de natureza exploratória, descritiva, de abordagem qualitativa, valorizando o conhecimento empírico dos sujeitos envolvidos, tendo como fundamentação teórica básica, os ensinamentos de (Freire, 1993). Nesta perspectiva, o Projeto vem contribuindo para a produção científica na área de Enfermagem, destacando o conhecimento científico para socialização de saberes sócio-culturais, tanto na formação profissional como pessoal, fomentando ações intra e interinstitucionais entre a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB, Secretaria Municipal de Saúde do Município de Jequié/BA, Hospital Geral Prado Valadares/HGPV, Hospital SERVIR, Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Unidade de Saúde da Família, dentre outros segmentos da sociedade; além de interagir-se com as disciplinas Enfermagem em Atenção à Saúde da Mulher e Enfermagem em Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente, Estágio Curricular Supervisionado I e II do Curso de Graduação em Enfermagem da UESB. Ao longo desses anos, esse Projeto, tem se constituído de fundamental importância, pois por meio do exercício prático do cuidado ao coto umbilical, a melhoria da qualidade de vida do recém-nato e da família, pode ser visualizada, além de envolver uma participação ativa de todos os profissionais de saúde, família e comunidade, apesar da necessidade de darmos continuidade ao referido projeto.
Palavras-chave: Cuidado, Coto umbilical, puérpera.
 

LOCAL DE ATUAÇÃO:

Hospital Geral Prado Valadares - HGPV e atendimento domiciliar.